quarta-feira, 4 de junho de 2008

Tempo e Escolhas

É, a vida realmente é feita de escolhas. Mas ela é tão filha-da-puta que se deu o trabalho de picotar cada uma dessas escolhazinhas e pulverizá-las sobre o tempo de forma que não conseguimos indentificá-las muito menos organizá-las nem sequer saber que são escolhas amontoadas que determinarão, incondicionalmente o que vem pela frente. Filha-da-puta!

1 comentários:

Tatiane disse...

Ao categorizar algo relacionado a expressão (me refiro a arte) como bonito, costumo sempre ser tocada por tal coisa, geralmente tocada por algum tipo de identificação. Essa identificação geralmente pode ser traduzida por ver o que eu sinto ou penso em forma de cores, imagens, música ou palavras... sendo que, quase sempre, esses meus sentimentos ou pensamentos são expressados de forma que eu jamais conseguiria fazer ou imaginar e acabo pensando "gente, é isso!". Uma delícia quando achamos algo assim.
Venho estudando em psicofisiologia a forma que nosso cérebro age e uma coisa interessante é que qse todos os sentimentos não passam pela parte do cérebro responsável pela fala, pela tradução de tudo em palavras. E daí vem nossa dificuldade gigantesca. Como admiro pessoas com a capacidade de burlar um pouquinho isso, de se virarem e traduzir de forma qse terapeutica isso tudo em arte, sempre de forma subjetiva,claro, nada fixo ou objetivo...mas aí é que está,também, a beleza.

Muito bonito isso,pi.